Homenagem ao meu avô Anselmo Favarato

Quando era rapaz

24/05/2011 00:00

Tocando nos bailes

Naquele tempo poucas vezes se beijava a namorada, era difícil mesmo! Era sinal de respeito, mas tive uma namorada que eu não entendi. Ela gostava de mim. Eu já tinha ido duas vezes à casa dela quando...
25/05/2011 00:00

Segura o toque, Luiz!

O Luiz também tocava a minha concertina e ia comigo nos bailes. Ele me falava assim: - Anselmo, eu fui convidado pra tocar em um baile de casamento, mas eu falei que eu não tenho concertina e que...
25/05/2011 00:00

Cadê meu chapéu!

Uma vez, teve um baile lá na Baixa Grande, no Gregório Tranqüilo. Ele também tocava um pouco, mas era sem vergonha pra danar! Gostava de aprontar! E ele me falou: Anselmo, sabe o que vou fazer ? Você...
25/05/2011 00:00

Tudo moça solteira!

O César trabalhava conosco plantando milho, era ele quem cavava e os outros iam colocando o milho. Um dia meu pai disse: César, eu precisava fazer lingüiça amanhã, você vai lá no velho Bisi...