Homenagem ao meu avô Anselmo Favarato

Segura o toque, Luiz!

25/05/2011 00:00

O Luiz também tocava a minha concertina e ia comigo nos bailes. Ele me falava assim:

- Anselmo, eu fui convidado pra tocar em um baile de casamento, mas eu falei que eu não tenho concertina e que iria convidar você que tem a concertina. Disse que iríamos juntos! Eu gosto quando você vai ao baile porque assim eu toco. Você sabe que eu sei tocar, né? Aí ele me disse que eu posso levar você.

Eu ia sempre com ele. Era bom porque ele tocava bem e segurava o baile para eu dançar. Se tinha uma moça bonita, eu dizia:

- Segura o toque, Luiz, segura o baile porque a moça está gostando de mim.

Teve um baile que tinha uma moça bonita e eu parei pra dançar, quando me disseram:

- Favarato, se quer dançar aqui pode dançar, mas tira fora o sapato, todo mundo está descalço aqui, você também tem que dançar descalço.

- Mas porque?

- Assim você pode pisar nos pés das moças, e se tiver com sapato arranca até a unha do pé!

- Eeeu!! Se for para tirar o sapato eu vou até embora.

Fui até o Luiz e disse: Luiz, pega a concertina, fecha ela e vamos embora.

- Mas porque Anselmo? Ele não quer que você dance não?

- De sapato não, e meu pé é fino, posso me machucar, então vamos embora.

E acabei com o baile!

Um outro dia, já no final do baile apareceu uma moça que eu achava que estava gostando de mim, então disse:

- Luiz, não vamos sair agora não, vamos ficar mais um tempo.

- Anselmo, se você quiser eu fico aqui tocando até de manhã.

E a moça veio perto de mim e me falou: Você vai lá na minha casa que eu vou lhe oferecer um café.

E eu: Não se preocupe comigo, aqui estou bem servido.

Não, você vai sim porque eu estou gostando de você. Vá depois do baile. 

Já era de manhã e eu fui lá na casa dela. Chegando já vi que tinham mais dois rapazes que estavam conversando com ela. Um era o Morellato, o outro eu não conhecia.

Ela me viu e ficou sem jeito, meia retraída por causa dos rapazes.

- Ó, você veio, Anselmo!

E a irmã dela: Ofereça um café para o Anselmo! Ande!

Mas eu mais que depressa respondi: Não, não precisa, eu só dei uma chegada rápida, mas já vou embora agora. Obrigado.

E achei melhor ir embora logo!